Cirque du Soleil
Fechar
 
 

Sala de imprensa

 

Material para a imprensa

O Cirque du Soleil oferece kits para a imprensa de vários espetáculos e informações sobre a empresa.

Cirque du Soleil

Tudo começou em Baie-Saint-Paul, uma pequena cidade próxima a Quebec City, no Canadá. Ali, no início dos anos 80, um grupo de personagens coloridos perambulava pelas ruas, caminhando sobre pernas-de-pau, fazendo malabarismos, dançando, engolindo fogo e tocando músicas. Eles eram os Les Échassiers de Baie-Saint-Paul (os Equilibristas de pernas-de-pau de Baie-Saint-Paul), um grupo teatral fundado por Gilles Ste-Croix. Os habitantes da cidade ficaram impressionados e fascinados com os jovens artistas, incluindo Guy Laliberté, que, mais tarde, fundaria o Cirque du Soleil e ali atuaria como CEO.

 
 
 

Biografia

Dolores Heredia

Analista de dramaturgia – Teatro Sunil

Os Instrutores de interpretação Hugo Gariulo e Antonio Vergamini chegaram ao Corteo pelo Teatro Sunil, o teatro e companhia de dança fundados pelo diretor do espetáculo, Daniele Finzi Pasca na Suíça em 1983.

Motivado por um profundo compromisso aos princípios humanitários, Daniele colocou a figura tragicômica do palhaço como centro das produções do Teatro Sunil, como Rituale, Icaro, Aittestás, Visitatio, Te Amo e Tres Tristes Tangos, para expressar as várias facetas das experiências e emoções humanas. Segundo ele, esforça-se para enfatizar a sensibilidade e a importância do "teatro intimista".

Hugo Gariulo e Antonio Vergamini desempenharam um importante papel como membros da equipe de criatividade do Sunil como atores e diretores durante vários anos e trabalham com estreita proximidade com todos os artistas do Corteo (incluindo os músicos) para desenvolver suas habilidades interpretativas e apresentá-los ao mundo do palhaço.

"Nosso desafio é fazer transparecer o lado frágil de cada acrobata", conta Hugo, "e eles estão mais acostumados a enfatizar a força que possuem."

Trabalhar com uma grande equipe deu aos instrutores a oportunidade de, finalmente, realizarem seus sonhos artísticos de longos anos. Porém, muitos dos artistas com quem estão trabalhando nunca haviam atuado. "O desafio é a falta de experiência dos artistas", admite Antonio. "Mas isso também significa que são mais generosos e prontos para aprender. Acima de tudo, nosso desafio era fazer transbordar o lado frágil dos acrobatas. Nosso desejo é que cada artista faça sua contribuição com algo único."

Quando foi solicitado a descrever o show, Hugo conta que haverá muitas imagens que evocam sonhos e uma grande parcela de humanidade no palco. "Os artistas não estarão escondidos por trás das maquiagens e fantasias, serão eles mesmos ao se apresentarem ao público", continua. "Queremos que o público veja no rosto dos artistas a criança que foram e o idoso que serão."

Dolores Heredia nasceu no México em 1966.p>