Cirque du Soleil
Fechar
 
 

Sala de imprensa

 

Material para a imprensa

O Cirque du Soleil oferece kits para a imprensa de vários espetáculos e informações sobre a empresa.

Cirque du Soleil

Tudo começou em Baie-Saint-Paul, uma pequena cidade próxima a Quebec City, no Canadá. Ali, no início dos anos 80, um grupo de personagens coloridos perambulava pelas ruas, caminhando sobre pernas-de-pau, fazendo malabarismos, dançando, engolindo fogo e tocando músicas. Eles eram os Les Échassiers de Baie-Saint-Paul (os Equilibristas de pernas-de-pau de Baie-Saint-Paul), um grupo teatral fundado por Gilles Ste-Croix. Os habitantes da cidade ficaram impressionados e fascinados com os jovens artistas, incluindo Guy Laliberté, que, mais tarde, fundaria o Cirque du Soleil e ali atuaria como CEO.

 
 
 

Biografia

Michael Montanaro

Coreografia

Auto-definindo-se como um artista multidisciplinar, Michael Montanaro utiliza a representação, a música e o vídeo como meios de expressão. Tendo crescido numa zona francesa de uma pequena cidade de Nova Inglaterra, Montanaro cedo descobriu o palco participando em encontros de música folk da comunidade.

Depois de ter estudado dança no Conservatório de Hartford e de ter colaborado com o Boston Ballet, mudou-se para o Quebeque em busca de aventura e novos desafios. Ao atravessar a fronteira em 1974, Montanaro apenas possuía 7 malas de viagem, um televisor e a esperança de encontrar um lugar na cena de dança de Montreal.

Depois de ter trabalhado em diversos teatros pelo Canadá, França, Inglaterra, Estados Unidos e Singapura recebeu, em 2001, um convite do Cirque du Soleil para coreografar um novo espectáculo, Varekai. Este convite deveu-se ao facto de Montanaro aliar, com grande mestria, as novas tecnologias com a dança contemporânea. Por tal, as suas coreografias estavam anos-luz à frente do que então se produzia na área. "O circo é uma arte festiva, sem ser trivial. Como um íman, atrai-nos, afastando-nos da rotina diária por momentos, para um universo onde tudo é possível. É muito mais que puro entretenimento”, diz Montanaro.